SIGA O 24H

Londrina e região

Câmara quer suspender pagamento de salário a Rony Alves

Justiça determinou que ele voltasse a receber R$ 12 mil mensais

Publicado

em

Foto: Paiquerê AM

LONDRINA, PR – O procurador da Câmara Municipal de Londrina, Miguel Aranega Garcia, disse em entrevista à rádio Paiquerê AM que a casa recorreu da decisão judicial que libera o pagamento de salários ao vereador afastado Rony Alves, do PTB.

Rony é investigado pela operação ZR3, que apura esquema criminoso no qual o agentes públicos teriam recebido propina para aprovar mudanças no zoneamento urbano de Londrina em favorecimento a empresários.

A operação foi desencadeada em janeiro, e culminou na prisão de Rony e também do ex-presidente da Câmara Mário Takahashi. Eles são apontados como líderes da organização criminosa, que apura quinze fatos ilícitos. No âmbito da ZR3, também foi preso o engenheiro Ossamu Kaminagakura, ex-responsável pelo setor de loteamentos da prefeitura.

COMISSÃO PROCESSANTE

Os vereadores afastados ainda são investigados pela comissão processante (CP), que pode culminar na cassação dos mandatos. A comissão tem prazo até o dia 26 de julho para apresentar suas conclusões, porém, conforme a decisão da justiça, o afastamento dos parlamentares da casa de leis vigora até o dia 24 de julho.

Sendo assim, caso o juiz não determine novo afastamento, Rony Alves e Takahashi retornam à Câmara Municipal mesmo sob investigação da CP, que em sua fase atual, colhe depoimento de empresários que teriam sido lesados pelo esquema corrupto.

LEIA TAMBÉM:

Comente

Comentários

EM 24H:

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com